dunkelheit

Home Mensagem FAQ autoria insta facebook

venha morte, cara morte;

dê-me as respostas para todos os enigmas,

dê-me a chave e a varinha que,

desatam os nós do mundo.

22 Jul, 2014
2,748 notes

Reblogar
"Matamos o tempo, o tempo nos enterra."

Machado de Assis.

20 Jul, 2014
2,661 notes

Reblogar
20 Jul, 2014
1,882 notes

Reblogar
"Saudade: presença dos ausentes. "

Olavo Bilac

14 Jul, 2014
2,993 notes

Reblogar
14 Jul, 2014
6 notes

Reblogar
"Onde estais, ó minha alma vagante?
tu que me deixais perder por entre a relva
onde os espinhos cortantes insistem em fazer jorrar meu sangue rubro
como lamina afiada soam as palavras que me dirigem
está podridão dos vermes rastejantes que por aqui passam
não sei por onde andar perante a escuridão desse tunel lamacento
as luzes que por aqui passam mal aguentam o tremer das paredes
onde deverei repousar, cansada de tanto tormento?
a procura de uma só resposta diante das curvas traiçoeiras
Clamo por ao menos uma fagulha de esperança
mas não dessas que se apagam a cada sopro
clamo por uma razão para abrir meus olhos pesados da dor do fardo que me impuseram
Ó destino errante, ó labirinto por qual me perco na escuridão, podereis ao menos ter uma certeza? poderei confiar que em meio as ilusões que por aqui insistem em vaguear, que ao menos uma luz perdurará?"

Fabricia Dotta

14 Jul, 2014
3,097 notes

Reblogar
"

Já me matei faz muito tempo
me matei quando o tempo era escasso
e o que havia entre o tempo e o espaço
era o de sempre
nunca mesmo o sempre passo

Morrer faz bem à vista e ao baço
melhora o ritmo do pulso
e clareia a alma

Morrer de vez em quando
é a única coisa que me acalma"

Paulo Leminski

13 Jul, 2014
616 notes

Reblogar
12 Jul, 2014
19 notes

Reblogar
"Não, religião não é o câncer do mundo e não é o fator que causa as guerras. Na verdade a única coisa que faz com que todas essas merdas no mundo aconteçam é algo adjacente às vontades fantasiosas do homem: poder. O homem apenas usa o discurso religioso como uma forma de estar por cima das outras pelo fato de que “isto” é “divino” e “isto” não é. Acusam os outros de irem contra os princípios religiosos e de estarem fugindo da lei divina, argumentam (com orgulho) estarem defendendo um princípio religioso e que para conseguir chegar ao objetivo, os meios não seriam nada, pois apenas o objetivo que importa. Seguem a tese de que os fins justificam os meios, causando massacres, dissipando o ódio não só entre as nações… aliás, retiremos todo este conteúdo geográfico, toda esta denominação política… o ódio é dissipado apenas entre os próprios seres humanos, propagando mensagens falsas de paz e plantando o medo tanto no meio social quanto natural. Isso não me parece algo relacionado às religiões. Isso me parece uma disputa de poder utilizando o argumento religioso como desculpa para os tais atos. Isso não me parece a defesa dos princípios religiosos os quais a pessoa/governo segue, pois vai contra toda e qualquer manifestação da formação cultural da base religiosa seguida. Isso não me parece uma guerra religiosa, mas sim uma disputa de posses de terras que, mesmo tendo caráter histórico, seus objetivos permanecem duvidosos até mesmo aos olhos daqueles que já defenderam arduamente algo que parecia perfeito outrora. Não acusemos a religião como algo pertencente ao caos, pois se eu possuo uma bíblia na mão esquerda e uma arma na direita, no momento do disparo eu não penso na paz, no amor e/ou na compaixão, mas sim de que a pessoa que sofreu o ataque será uma a menos em meu caminho. E isso representa a destruição, a repugna, o lado mais frágil do ser, isso representa tudo aquilo que o material espiritual tenta não manifestar: o ódio."

Gabriel Malaquias

8 Jul, 2014
8 notes

Reblogar
Este jogo foi uma delícia. Mostra tua força… DEUTSCHLAND!
6 Jul, 2014
1,882 notes

Reblogar
"Saudade: presença dos ausentes. "

Olavo Bilac

Theme